Covid-19: Guterres critica Trump e diz que agora é a hora da unidade

Covid-19: Guterres critica Trump e diz que agora é a hora da unidade

O secretário-geral das Nações Unidas criticou esta quarta-feira as declarações feitas pelo Presidente dos Estados Unidos, na terça-feira, sobre actuação da Organização Mundial da Saúde (OMS) em relação à pandemia, considerando que “agora é a hora da unidade”.
Quando a pandemia da doença provocada pelo SARS-CoV-2 terminar, “haverá tempo” para avaliar a actuação da OMS, mas “agora é a hora da unidade, para a comunidade internacional trabalhar em conjunto, em solidariedade”, sublinhou António Guterres, citado pelo seu porta-voz, Stéphane Dujarric, segundo a agência France-Presse.
Guterres considera que apenas desta forma será possível mitigar as “consequências devastadoras” da pandemia, que “não tem precedentes” e, por isso, precisa de uma “resposta sem precedentes”.
O secretário-geral da ONU criticou as declarações feitas pelo chefe de Estado norte-americano, Donald Trump, considerando que “é possível que diferentes leituras sejam feitas” com as mesmas informações disponíveis.
Na terça-feira, o Presidente dos Estados Unidos, disse, através de uma publicação na rede social Twitter, que a “OMS estragou tudo” no que diz respeito à administração do combate contra a pandemia.
Donald Trump considerou que apesar de a OMS ser “em grande parte financiada pelos Estados Unidos”, estava “muito centrada na China”.
Os EUA vão “olhar com atenção para isso”, referiu Trump.
O chefe de Estado norte-americano também ameaçou suspender a contribuição do país para aquele órgão das Nações Unidas.
O SARS-CoV-2, responsável pela pandemia da Covid-19, já infetou mais de 1,4 milhões de pessoas em todo o mundo, das quais morreram mais de 82 mil.
Dos casos de infecção, cerca de 260 mil são considerados curados.
Os Estados Unidos registaram mais de 400 mil pessoas contagiadas pela doença Covid-19 e contabilizaram mais de 13 mil mortos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *