África regista mais de 9 mil casos de covid-19 e 414 mortes

África regista mais de 9 mil casos de covid-19 e 414 mortes

O número de mortes provocadas pela covid-19 em África subiu para 414 nas últimas horas num universo de mais de 9.198 casos registados em 51 países, de acordo com a mais recente atualização dos dados da pandemia n0 continente.
Segundo o boletim do Centro de Controlo e Prevenção de Doenças da União Africana (CDC África), nas últimas 24 horas o número de mortes registadas subiu de 360 para 414, com as infeções confirmadas a passarem de 8.536 para 9.198.
O CDC África registou também 813 doentes recuperados após a infeção.
Com o anúncio, no domingo, do primeiro caso confirmado de infeção pelo novo coronavírus no Sudão do Sul, são agora 51 os países e territórios de África afetados pela pandemia de covid-19.
Também no domingo, foi registada a primeira morte de um doente de covid-19 na Etiópia, país que acolhe a sede da União Africana.
De acordo com o CDC África, a maioria dos países africanos (39) já tem transmissão local da doença, enquanto 12 países registam apenas infeções importadas.
O norte de África mantém-se como a região mais afetada pela doença, com 4.043 casos, 298 mortes e 420 doentes recuperados.
Na África Austral, são 1.756 os casos registados da doença, que já provocou 16 mortes, tendo 53 doentes recuperado da infeção.
Na África Ocidental, há registo de 1.707 infeções, 51 mortes e 282 doentes recuperados.
A África do Sul é o país com mais casos confirmados da doença (1.655), registando 11 mortes e 45 doentes recuperados.
Argélia (1.251 casos e 130 mortes), Egito (1.173 casos e 78 mortes) e Marrocos (1.021 casos e 70 mortes) são outros países com números expressivos.
Em pelo menos uma dezena de países, o número de casos confirmados é na ordem das centenas.
Até ao momento, não foram anunciados quaisquer casos em São Tomé e Príncipe, Comores, República Sarauí e Lesoto.
São Tomé e Príncipe mantém-se assim como o único país lusófono em África sem qualquer caso confirmado.
A Guiné-Bissau é agora o país africano lusófono com mais casos registados, depois de, no sábado, ter confirmado 18 pessoas com infeções pelo novo coronavírus.
Angola, que já contabiliza duas mortes, registou desde sábado mais quatro casos confirmados da doença, somando agora 14.
Moçambique mantém 10 casos confirmados de infeção pelo novo coronavírus.
Cabo Verde totaliza sete casos de infeção desde o início da pandemia, entre os quais um morto.
Na Guiné Equatorial, que integra a Comunidade dos Países de Língua Portuguesa, estão confirmados 16 casos positivos de infeção pelo novo coronavírus.
No contexto das medidas de luta contra a pandemia, o CDC África contabiliza agora 43 países com as fronteiras totalmente fechadas, sete com ligações aéreas suspensas, três com restrições de entrada e saída e dois com restrições de entrada a cidadãos de países de risco.
O novo coronavírus, responsável pela pandemia da covid-19, já infetou mais de 1,2 milhões de pessoas em todo o mundo, das quais morreram mais de 68 mil.
Dos casos de infeção, mais de 238 mil são considerados curados.
Depois de surgir na China, em dezembro, o surto espalhou-se por todo o mundo, o que levou a Organização Mundial da Saúde (OMS) a declarar uma situação de pandemia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *