fbpx

PR inaugura novo balcão do Moza Banco na Zambézia

PR inaugura novo balcão do Moza Banco na Zambézia

O Presidente da República, Filipe Nyusi, inaugurou, na ultima quinta-feira, o novo balcão do Moza Banco no distrito de Derre, província da Zambézia. Na mesma ocasião, o Presidente inaugurou uma escola secundária, onde o Moza Banco doou material de prevenção contra a Covid-19.

O novo balcão do Moza Banco vem no âmbito da iniciativa “Um distrito, um Banco”, da qual esta instituição bancária é parte e tem estado a estender a sua rede de distribuição, estando neste momento na terceira posição em termos de rede de Agências em todo o país.

O distrito de Derre encontra-se a mais de 150 quilómetros da Cidade de Quelimane e tem cerca de 100 mil habitantes. É a estes que a instalação do novo balcão vai beneficiar em termos de usufruto dos serviços bancários, o que se enquadra perfeitamente na estratégia de bancarização do país e inclusão financeira, que tem sido a luta do Governo de Moçambique e do Moza Banco em particular, sendo que neste momento conta com 68 Unidades de Negócio espalhadas por todas as capitais provinciais e alguns Distritos e Vilas.

Esta infra-estrutura chegou numa boa altura e vai contribuir para o crescimento deste distrito. Devem continuar com este tipo de projectos, não só aqui na Zambézia mas sim pelo país todo, disse o Presidente da República dirigindo-se aos presentes no momento da inauguração do balcão.

A propósito do evento o administrador do Moza Banco, Manuel Vasconcelos Guimarães, frisou que com esta Agência o Moza pretende servir a todos: População em geral, produtores, comerciantes, funcionários públicos e agentes do Estado, empresários locais, instituições públicas e privadas com destaque para as micro, pequenas e médias, oferecendo soluções financeiras ajustadas às suas diversas necessidades

Ainda em Derre, o Presidente da República, Filipe Nyusi inaugurou a Escola Secundária com mesmo nome, onde o Moza Banco fez uma doação de material de protecção contra a Covid-19.

O material visa ajudar a recém-inaugurada escola na protecção contra a Covid-19, numa altura em que se espera o reinício das aulas para breve no ensino secundário e sem ainda um vislumbre de quando é que se terá o fim da pandemia.

O administrador do Moza Banco referiu que a doação enquadra-se no âmbito da responsabilidade social da empresa e é parte dos esforços que o banco tem estado a empreender para minimizar os efeitos desta doença.

O Moza Banco é um banco de moçambicanos e o maior compromisso que tem é mesmo com os moçambicanos, por isso preocupa-se em apoiar, no que estiver ao seu alcance, particularmente em momentos de crise como este, destacou Manuel Guimarães.

Moza Banco é o melhor da África Austral

O Moza Banco acaba de ser eleito melhor Banco regional da África Austral num evento que premeia os melhores intervenientes do sector no continente em cada ano. Este ano a cerimónia aconteceu virtualmente devido à limitações criadas pela Covid-19.

As distinções são promovidas pela African Banker Magazine com o alto patrocínio do Banco Africano de Desenvolvimento (BAD) e visam fundamentalmente enaltecer as realizações de empresas e indivíduos que contribuem para a transformação e desenvolvimento do sector financeiro ao nível do continente africano.

Outrossim, tem por objectivo reconhecer os esforços empreendidos por aqueles que têm impulsionado o crescimento e o desenvolvimento criando, deste modo, novas oportunidades económicas para cidadãos e comunidades em todo o continente.

Foi neste contexto que o Moza Banco foi distinguido como o melhor a nível da região austral do continente africano. Pesou para esta distinção a extraordinária evolução dos indicadores da actividade comercial que o Banco tem vindo a registar, a expansão da rede de balcões, a qualidade de serviço prestado, consubstanciada pela disponibilização de produtos e serviços de valor acrescentado para os Clientes e o mercado alargado.

O Presidente do Conselho de Administração do Moza Banco, João Figueiredo, mostrou a sua satisfação pela distinção da instituição que dirige, destacando o facto de ser uma premiação à toda família Moza e ao País. É para nós, como moçambicanos e como parte integrante do Moza Banco, um motivo de grande orgulho.

Gostaria de manifestar o nosso reconhecimento e agradecimento a todos aqueles que têm contribuído para a consolidação e crescimento do Moza Banco, e que são os verdadeiros “obreiros” deste prémio, em especial aos Colaboradores, pela forma empenhada e profissional como têm conduzido a sua missão, aos nossos Clientes por manterem a sua confiança nesta Instituição, aos nossos Accionistas por todo o suporte que nos têm concedido e ainda às Autoridades de Supervisão e Governamentais pela disponibilidade e suporte no processo que o Banco tem vindo desenvolver.

João Figueiredo destacou ainda o momento em que este prémio chega ao Moza Banco, que é “um momento tão difícil para a humanidade, com a pandemia da Covid-19”, por isso tomou o momento para afirmar que estaremos e continuaremos todos juntos das nossas autoridades e dos nossos governantes no sentido de combatermos esta forte pandemia que assola a humanidade.

Refira-se que além da categoria de “Melhor Banco Regional”, na qual o Moza Banco concorreu e sagrou-se vencedor, o respectivo PCA, estava entre os 5 finalistas ao prémio “banqueiro do ano”, o qual já antes tinha ganho em 2013.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *