Transformação Económica e Crescimento Inclusivo: Como evitar a Maldição dos Recursos Naturais em Moçambique

Transformação Económica e Crescimento Inclusivo: Como evitar a Maldição dos Recursos Naturais em Moçambique

A plataforma Nacional dos Recursos Naturais realiza, em parceria com o Centro para Democracia e Desenvolvimento (CDD) e a Zitamar News, a conferência anual de partilha de informação sobre Gás Natural para Transformação Económica e Crescimento Inclusivo – Como evitar a Maldição dos Recursos Naturais em Moçambique, nos dias 28 e 29 de Agosto, na cidade de Maputo. Com esta conferência se pretende retomar a discussão e partilha de informação sobre os últimos desenvolvimentos no sector extractivo, em Moçambique, com enfoque nos hidrocarbonetos, onde o destaque é os campos de gás natural de Pande e Temane e as grandes reservas de gás natural na Bacia do Rovuma, na região litoral de Cabo Delgado. Não há dúvidas que o sector extractivo nacional está a crescer rapidamente, mas as expectativas são mais crescentes, à medida que o governo, as empresas e os doadores superestimam a velocidade com que os benefícios irão fluir. Já passam mais de 10 anos após o início das exportações de gás natural para a África do Sul e a concessão da exploração de carvão de Moatize à Vale, mas, os benefícios para os moçambicanos comuns foram modestos. Agora que a Anadarko tomou a Decisão Final de Investimento (FDI) para a materialização do primeiro projecto de produção de gás natural liquefeito (GNL), espera-se que a verdadeira transformação económica ocorra no país, mas os reais benefícios do sector extractivo para os moçambicanos dependem significativamente duma adequada governação destes e futuros projectos. É dentro deste quadro que se realiza a conferência sobre Gás Natural para Transformação Económica e Crescimento Inclusivo que junta o Estado, a indústria, e sociedade civil para debate franco e aberto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *