fbpx

Rasha Kelej na lista das 100 mulheres africanas mais influentes em 2020

Rasha Kelej na lista das 100 mulheres africanas mais influentes em 2020

A presidente do conselho de administração, da Fundação Merck, Rasha Kelej, figura da  lista das 100 Mulheres Africanas mais influentes em 2020, publicada pela Avance Media como parte da Iniciativa “Seja Menina” pelos seus esforços de desenvolver a capacidade de cuidados de saúde em África e empoderar meninas na educação para ajuda-las a alcançar o seu potencial e realizar os seus sonhos
Rasha Kelej foi reconhecida pelos seus esforços por meio dos programas da Fundação Merck para treinar milhares de médicos africanos e,  por apoiar as comunidades africanas durante o bloqueio do Coronavírus e para empoderar as meninas na educação para que elas possam alcançar seu potencial e realizar os seus sonhos por meio do programa “Educar Linda”.

A Dra. Rasha Kelej é muito respeitada nas Comunidades Africanas em todos os níveis pela sua dedicação e paixão em elevar o potencial dos jovens africanos e sua estratégia coerente e implementação de programas sérios que moldam positivamente o panorama da saúde pública em África.  Mais de mil jovens médicos de 35 países se beneficiaram de oportunidades únicas de educação especializada em muitos campos, como diabetes, medicina cardiovascular, endocrinologia, Medicina sexual e reprodutiva, medicina respiratória e Águda , oncologia, fertilidade, embriologia e pesquisa científica.

Expressando gratidão pelo reconhecimento, a Dra. Rasha Kelej enfatizou: “Sinto-me honrada e orgulhosa por receber este reconhecimento e por ser incluída nesta lista de prestígio entre essas mulheres africanas renomadas de todas as esferas da vida.  Este é um reconhecimento importante não apenas para mim, mas para a Fundação Merck e nossa equipa.  Como africana e egípcia, tenho uma grande paixão para melhorar o acesso a soluções de saúde equitativas e de qualidade para todos os africanos.  Tenho muita sorte de trabalhar como PCA da Fundação Merck, pois ela tem me capacitado para realizar a nossa visão única por meio de programas pan-africanos de sucesso em parceria com as Primeiras Damas Africanas, para contribuir com o futuro dessas meninas como parte da nossa campanha de assinatura “.

” Acredito fortemente que empoderar as mulheres começa com a educação, para capacitá-las a serem mais saudáveis, mais fortes e independentes ”, sublinhou Merck

“Este reconhecimento também vai me encorajar a motivar e empoderar as meninas talentosas do meu lindo continente.  Prometo usar a minha influência para apoiar e empoderar as mulheres, apoiar a educação das meninas e construir a capacidade de saúde em África, Ásia e além ”, acrescentou a Dra. Rasha Kelej.

A lista tem uma representação das mulheres africanas mais poderosas de 34 países, escolhidas em vários históricos de carreira, incluindo diplomacia, filantropia, política, activismo, empreendedorismo, liderança empresarial e entretenimento,  incluindo nomes famosos como;  S. Excia Monica Geingos, Primeira Dama da Namíbia;  S. Excia  Elene Sirleaf, ex Presidente da Libéria, entre outras.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *