fbpx

SNJ: Querem silenciar a Imprensa

SNJ: Querem silenciar a Imprensa

O Sindicato Nacional de Jornalistas, SNJ, considera que o ataque contra o semanário Canal de Moçambique é uma acção tem por finalidade silenciar não apenas os jornalistas do Canal de Moçambique, mas a toda a classe de jornalistas através da intimidação, o que é condenável e constitui violação da Constituição da República.

 

Confira na integra o comunicado:

“O Sindicato Nacional de Jornalistas, SNJ, serve-se do presente para manifestar a sua solidariedade para com a Direcção Editorial e os jornalistas do Semanário Canal de Moçambique, na Cidade de Maputo, cujas instalações foram incendiadas ontem a noite.

No local, visitado pelo Secretário-Geral do SNJ, é visível ter-se tratado de fogo posto, facto quer o Sindicato Nacional de Jornalistas condena e apela a quem de direito que tome diligências no sentido de os autores serem identificados, julgados, condenados e obrigados a indemnizar o órgão pelos prejuízos causados.

O Sindicato Nacional de Jornalistas condena, veementemente, os autores desta maldade, pois, o facto constitui atentados à Liberdade de Imprensa e de Expressão, no país.

O SNJ considera que a acção tem por finalidade silenciar não apenas os jornalistas do Canal de Moçambique, mas a toda a classe de jornalistas através da intimidação, o que é condenável e constitui violação da Constituição da República.

Enquanto reorganizam a redacção, o Sindicato Nacional de Jornalistas manifesta disponibilidade em ceder um espaço, na sua sede, para instalarem a redacção e continuarem a trabalhar.

 

Maputo, 24 de Agosto de 2020

O Secretariado Executivo”

 

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *