Incumprimento de medida contra Covid-19 preocupa MIC

Incumprimento de medida contra Covid-19 preocupa MIC

Carlos Mesquita fez esta constatação no sábado (13 de Junho), depois de ter visitado diversos supermercados e interagido com o público na cidade da Matola, província de Maputo, onde se deslocou com o objectivo de monitorar o grau de cumprimento das medidas de prevenção contra a Covid-19.
Essencialmente, o governante mostrou-se satisfeito pelo facto de os cidadãos estarem a observar as medidas de prevenção, porém, não deixou de manifestar a sua inquietação em relação aos que continuam a negligenciar o combate a esta pandemia.

“Conversámos com eles e explicámos sobre a necessidade de seguirem as recomendações do Governo porque estão a colocar a sua saúde e a dos outros em risco. Esta é uma questão individual e só cumprindo as medidas é que podemos combater esta doença”, disse.

O ministro referiu-se, também, aos pais e encarregados de educação que permitem que as crianças se façam à rua, tendo apelado a um maior controlo: “As crianças não têm a consciência necessária para obedecer a todas as regras de prevenção, por isso é importante que haja maior controlo, e não podem sair de casa”.

Aos agentes económicos, Carlos Mesquita instou-os a manterem os actuais níveis de importação, de modo a garantir a segurança alimentar. Neste momento, assegurou o ministro, há quantidades suficientes para abastecer o mercado por um período de até quatro meses, dependendo da província e do tipo de produto.
“A mensagem que trazemos é de que o Governo está ciente da necessidade de fazer a coabitação dos aspectos estruturais do desenvolvimento económico, mesmo na situação em que nos encontramos, causada por esta pandemia”, acrescentou.

Num outro desenvolvimento, Carlos Mesquita disse ter notado, durante a visita, que os preços mantêm-se estáveis, principalmente os do açúcar, sabão e óleo, cuja proposta de lei de isenção do Imposto sobre o Valor Acrescentado (IVA) foi recentemente aprovada pela Assembleia da República: “Isso é bom e apelamos aos agentes económicos a manterem esta postura. Não há açambarcamento de preços e as pessoas têm estado a fazer compras com tranquilidade”.

Importa realçar que Carlos Mesquita fazia parte de uma equipa por si encabeçada, composta pelos membros do Conselho Consultivo do Ministério da Indústria e Comércio, que visitou diversos pontos da província de Maputo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *