Parlamento aprova código sobre o Imposto do Valor Acrescentado (IVA)

Parlamento aprova código sobre o Imposto do Valor Acrescentado (IVA)

O parlamento aprovou, esta sexta-feira, por consenso a proposta de lei que altera o código do imposto sobre o valor acrescentado, IVA.
Com a presente proposta de lei pretende-se assegurar a disponibilidade do sabão, açúcar e óleo alimentar, melhorando as condições de higiene segurança no país.
Segundo o ministro da economia e finanças, Adriano Maleiane, espera-se com as isenções reduzir o impacto económico e social negativo causado pela pandemia da covid-19.
O Ministro da economia e Finanças, Adriano Maleine, anunciou, no parlamento que no quadro das medidas de mitigação do impacto do coronavírus será reduzido em 10% a taxa de compra de energia eléctrica a partir do próximo mês de Junho.
Entretanto, a empresa electricidade de Moçambique vai reduzir, em dez por cento, a taxa de compra de energia para todos os consumidores.
A redução do custo de energia, em vigor a partir de Junho próximo, enquadra-se nas acções de mitigação do impacto negativo do novo coronavírus.
O anúncio foi feito esta sexta-feira, no parlamento pelo ministro da economia e finanças, Adriano Maleiane, quando clarificava a lei que altera o código sobre o valor acrescentado IVA.
Nesta sessão os deputados aprovaram em definitivo e por consenso a proposta de lei que altera o código de imposto sobre o valor acrescentado IVA, para assegurar a disponibilidade do sabão, açúcar e óleo alimentar, no mercado nacional.
Intervindo no debate a deputada da Frelimo Maria Nhantumbo disse que a redução do IVA é uma medida acertada para mitigar o impacto da Covid19.
A Renamo disse que votou a favor da lei como forma de contribuir para o alívio do coronavírus nas famílias moçambicanas, deputada Gloria salvador
Já o deputado do MDM Elias Mpuiri explicou que o documento foi aprovado num momento oportuno.
Hoje os deputados aprovaram ainda os projectos de resoluções sobre a eleição dos membros do conselho superior da magistratura judicial administrativa e de criação das ligas parlamentares de amizade, solidariedade e cooperação e suspenderam o debate de eleição dos membros da comissão de ética pública.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *